Viajar é uma urgência!

“Travel is fatal to prejudice, bigotry, and narrowmindedness.”
– Mark Twain

A notícia que saiu hoje no i relembrou-me uma ideia recorrente: se eu fosse presidente da junta obrigava toda a gente a viajar, não para os resorts de Porto Galinhas, mas para os países a sério que para terceiro mundo já basta.

Naturalmente por países a sério eu entendo aqueles do norte, onde se passa frio e há pouca luz, mas onde a nossa experiência de vida é completamente diferente e damos de caras com as coisas mais simples do mundo a resolverem e a facilitarem a vida diária de toda a gente.

“Lá tás tu com os nórdicos”, parece que já os oiço dizer. Sim sim… falai para aí.

A maior parte dos portugueses que só se queixa nem sequer tem noção do potencial do nosso canto. Nem do valor que nos é atribuído lá por fora, nem do respeito que tem pelas nossas ideias, nem da nossa capacidade de inovação.

É de tal forma que para uma coisa se consolidar por cá tem sempre que dar a impressão de que afinal não é nacional mas “lá de fora”, salvo raras excepções. Se pegarmos nas muitas start-up’s tecnológicas… quase todas parecem estrangeiras. Mas não são. São tugas e boas!

Nós por cá desconfiamos da novidade, rejeitamos a solução simples, atiramos ao chão ainda antes de a coisa se ter levantado. E falta-nos a noção de que lá fora, afinal, também há muita coisa mal resolvida e em áreas onde nós já resolvemos e que podemos aprender com outras soluções para problemas que ainda temos.

No meio disto tudo não aproveitamos o que temos. E meus amigos, aproveitássemos nós 10% e este país era uma coisa a sério, ainda por cima com sol, boas praias, gente simpática e bem-disposta, bons vinhos, boa comida.

Se esta medida das viagens for para a frente e a nossa população começar a viajar mais pela Europa, com o espírito aberto e livre, se deixarem cá as teias de aranha e os atavismos e as limitações mentais, acredito que em menos que nada temos as condições de ser um país novo, mais capaz, mais exigente, com mais qualidade de vida.

Exponham-se ao desconforto de conhecer uma nova cultura e essa cabeça nunca mais será a mesma. Tenho dito.

p.s – leiam ainda a apresentação de Joshua Sierles na Shift2010 – Working on the Road

One Reply to “Viajar é uma urgência!”

  1. Tiraste-me as palavras da boca. Nós portugueses, criticamos muito, e já estamos a criticar algo que nem percebemos como funciona. É preciso muita política e muitas pessoas de gravata para mostrar que algo é bom.

    Temos que mudar a nossa cultura, para melhor. =)

    cumps
    Hugo

Comments are closed.