A sinalética, a inteligência e a educação

Este sinal quer dizer o quê? Para o aprendermos fomos (a maior parte de nós) obrigados a tirar um curso de condução para lhe aprendermos o significado.

Basicamente, é proibido ultrapassar.

A forma redonda e com uma orla vermelha indica-nos que é um sinal de proibição. O vermelho está convencionado como sendo o símbolo do perigo e por isso o proibido. Percebem agora as questões relacionadas com a lingerie vermelha, lanternas vermelhas, e coisas assim.

O segundo elemento descodificador do sinal é um carro vermelho, perigoso, que está ao lado de um preto, e ambos vão no sentido da nossa marcha. Então, se não estamos numa via com duas faixas no mesmo sentido, estes carros estão em processo de ultrapassagem.

Sendo o sinal de proibição e um carro indicado como em perigo, o sinal diz-nos que para bem da nossa saúde e da saúde pública, é proibido ultrapassar.

So far so good!

Aprendemos, além do significado específico deste sinal, que há convenções na sua criação, procurando a sua fácil apreensão pelos condutores.

O sinal não indica que carros vermelhos e carros pretos lado a lado vão passar por um aro vermelho. Nada disso.

Vamos a outro exemplo:

 

A partir do que aprendemos no sinal anterior, devemos ler este sinal como dizendo que apenas têm prioridade pessoas que carreguem ao colo uma criança, que se desloquem de cadeiras de rodas ou que andem de bengala? E grávidas claro.

Não, claro que não. Então porque é que ensinam os empregados do Pingo Doce a fazer esta leitura e a não reconhecerem as situações de prioridade perante os símbolos?

E eles, claro, só cumprem ordens. A velhota trôpega teve a condescendência das restantes pessoas e ficámos a saber que se for uma mãe com uma criança de meses na cadeirinha também não tem direito à prioridade. Porque vai na cadeirinha.

E se for um gajo com andarilho? Ou de canadianas? E se eu pegar na minha filha de 5 anos ao colo? E se eu for de bengala? Como estou a caminho de velho pode ser que tenha sorte.

E este é apenas um dos muitos problemas causados por uma educação deficiente.